Aula de democracia dos servidores de Cubatão

 

Carlos Giannazi (PSOL) esteve mais uma vez na cidade de Cubatão, no dia 11/4, para apoiar os servidores públicos. Em especial, os profissionais da educação, que estão mobilizados em movimento de greve contra o projeto de lei do prefeito Ademário Silva (PSDB), que retira direitos e avilta ainda mais a situação dos servidores.

Após a violência empregada pelas forças de segurança, contra professores e alunos, nas manifestações ocorridas na cidade, no dia 28/3, Giannazi promoveu audiência pública, na Assembleia Legislativa, no dia 10/4, para dialogar com os servidores. O encontro teve grande repercussão entre os munícipes, que acompanharam a audiência, por meio das redes sociais.

Durante a audiência, os servidores solicitaram a intercessão do deputado junto aos vereadores, para negociar alternativas ao projeto. Giannazi esteve ao lado dos servidores no dia da votação e reuniu-se com os vereadores no intuito de convencê-los a buscar alternativas à aprovação da lei, tais como uma devassa na dívida ativa do município, para cobrar os grandes devedores da cidade. Comprometeu-se, também, a levar a questão à Assembleia Legislativa e ao governador.

Ao final, a sessão foi suspensa e o projeto não foi votado, porque os servidores, numa aula de cidadania, ocuparam pacificamente o plenário da câmara municipal e impediram a votação do pacote de maldades. A presença de Giannazi evitou novos episódios de violência. Sempre que Cubatão precisar, Giannazi estará lá.