Secretaria da Educação anuncia fechamento de salas no Jardim Ângela

 

 

O deputado Carlos Giannazi (PSOL) esteve reunido na última segunda-feira, 23/10, com a comunidade da Escola Estadual Professor Luís Magalhães de Araújo, no Jardim Ângela, zona sul da capital, ocasião em que recebeu a denúncia de que a Diretoria de Ensino Sul 2 anunciou o fechamento de salas dessa unidade de ensino médio. “É inconcebível que o governo venha fechando salas, turnos e escolas da rede estadual neste momento em que precisamos de mais vagas. O governo Alckmin atenta de forma criminosa contra o direito fundamental à educação”.

 

Segundo o parlamentar, todas as escolas da região do M’Boi Mirim têm salas de aula superlotadas, com até 45 alunos, mas a secretaria da Educação vem manipulando os pedidos de matrícula, agravando ainda mais a situação. Além do prejuízo à qualidade de ensino, Giannazi explicou que vem sendo negado aos estudantes o direito de frequentar a unidade de ensino mais próxima.

 

“De forma dissimulada, o governo Alckmin está dando continuidade à reorganização que lançou em 2015 e que foi derrotada pelos próprios alunos da rede estadual, quando eles ocuparam 250 escolas em todo o Estado”, alertou. Membro efetivo da Comissão de Educação, Giannazi apresentou requerimento convocando o secretário a se explicar. “Se persistir essa intenção criminosa do governo Alckmin, nós vamos acionar a Justiça, porque o ensino fundamental é garantido pela Constituição e por leis federais e estaduais”.