Conselho de Inclusão vai editar revista com experiências de acessibilidade

08 de julho de 2020 – 

O Conselho de Inclusão da Câmara Municipal de São Paulo está preparando a primeira edição de sua revista, cujo objetivo será divulgar experiências bem-sucedidas de acessibilidade. O anúncio foi feito pela ativista Adriana Godoy, membro do conselho e mãe de um adolescente com transtorno do espectro autista, durante live promovida em 2/7 pelos parlamentares do PSOL Carlos Giannazi (deputado estadual) e Celso Giannazi (vereador). Na ocasião ela fez um convite às pessoas que queiram compartilhar histórias de inclusão na escola pública, relatando as barreiras que se apresentaram e as soluções encontradas para que fossem superadas.

“Muitas vezes, quando falamos em acessibilidade, as pessoas já remetem a barreiras urbanísticas e arquitetônicas, mas existem muitas outras”, explicou a defensora pública Renata Tibiriçá, que elencou também mobiliário, transporte, comunicação e sistemas de tecnologia adaptados às especificidades físicas, intelectuais, mentais e sensoriais. Em relação à educação, ela destacou que a Lei Brasileira de Inclusão e a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência não garante apenas o acesso à escola, mas também o aprendizado. “Não adianta o aluno estar matriculado se ainda há barreiras que o impedem de aprender.”

Sandra Ramalhoso, da Pastoral da Pessoa com Deficiência, usou sua própria história de superações como exemplo da pauta que a revista pretende editar. “Sempre fui eu que tive de me adaptar. Um caso de sucesso é quando a sociedade passa a acolher.”

Contatos à redação da revista podem ser feitos pelo endereço revistadoconselho@gmail.com.