Parlamentar quer debate com Meirelles sobre reforma da Previdência

27 de novembro de 2019

 

Como líder da bancada do PSOL, Carlos Giannazi requereu ao presidente da Alesp, Cauê Macris (PSDB), a realização de audiência pública com o secretário da Fazenda, Henrique Meirelles, para debater a proposta de reforma da Previdência estadual. A solicitação foi feita em Plenário, na quinta-feira (21/11), após reunião entre os parlamentares e o presidente da São Paulo Previdência (SPPrev), José Roberto de Moraes.

“Nós queremos debater com quem é, de fato, o representante do governo, porque existem questões de fundo que fogem à alçada da SPPrev e, logicamente, seu presidente não pôde responder”, afirmou. Uma das respostas de Moraes com a qual os deputados do PSOL não ficaram satisfeitos foi em relação aos valores devidos pelo Estado ao antigo Instituto de Previdência do Estado de São Paulo (Ipesp), que nunca foram pagos. “Quando a SPPrev foi aprovada, em 2007, havia uma dívida bilionária da Fazenda com os servidores. Precisamos retomar essa discussão.”

A inércia da Procuradoria-Geral do Estado em executar uma dívida ativa superior a R$ 400 bilhões é outro tema que Giannazi quer abordar com o Meirelles, uma vez que essa leniência representa mais uma forma de transferência de dinheiro público aos grandes grupos econômicos. Para o líder do PSOL, há um favorecimento indisfarçável, ainda mais porque os principais devedores continuam sendo beneficiados, ano a ano, com políticas de renúncia fiscal.