Profissionais da educação infantil reforçam a luta por valorização

 

– 10 de agosto de 2020

 

O segundo ato-live “Somos Todas Professoras”, realizado em 5/8 com a participação de Carlos Giannazi (PSOL), demonstrou um engajamento cada vez maior de municípios na luta pelo reconhecimento de que todas as profissionais de educação infantil são de fato professoras, independentemente do nome atribuído ao cargo.

 

O encontro virtual divulgou o manifesto de apoio ao reenquadramento dessas servidoras, conforme determina o Plano Nacional de Educação. Disponível em https://carlosgiannazi.com.br/somos-todas-professoras/, o documento já conta com a assinatura de educadores renomados – como Daniel Cara, professor da Faculdade de Educação da USP e membro da Campanha Nacional pelo Direito à Educação – e de entidades como o Movimento Interfóruns de Educação Infantil do Brasil (Mieib), o Fórum Paulista e diversos fóruns municipais.

 

Outro objetivo do ato-live foi a divulgação de um seminário sobre o assunto a ser realizado em 15/8. O debate servirá para subsidiar as servidoras com argumentos técnicos e jurídicos, que servirão para dar base a conversas com os candidatos a prefeito e vereador a fim de obter deles o compromisso de que promoverão as alterações necessárias na legislação.

 

Autor da emenda à Proposta de Constituição Estadual (PEC) 1/2020, que reforça a legitimidade da transformação desses cargos, Giannazi destacou que a iniciativa pioneira da cidade de São Paulo jamais foi questionada na Justiça. No caso das creches da USP, em que a transformação do cargo foi judicializada, o STF proferiu decisão favorável às docentes.